Heleno Araújo: o professor não pode se intimidar com Escola sem Partido

Presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), entidade ativa nas lutas em defesa da democracia, Heleno Araújo expõe a importância do recém-lançado manual de defesa contra a censura nas escolas, elaborado por mais de sessenta entidades atuantes no movimento educacional; segundo aponta o educador, em entrevista concedida ao Brasil 247, o manual "é um instrumento de resistência e terá como objetivo auxiliar o professor para que ele não se intimide com a Escola sem Partido" 

Heleno Araújo: o professor não pode se intimidar com Escola sem Partido
Heleno Araújo: o professor não pode se intimidar com Escola sem Partido

Por Laís Gouveia, no Brasil 247 - Presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Heleno Araújo expõe a importância do recém-lançado manual de defesa contra a censura nas escolas, elaborado por mais de sessenta entidades atuantes no movimento educacional. Segundo aponta o educador, o manual terá como objetivo auxiliar o professor para que ele "não se intimide com a Escola sem Partido". 

Araújo destaca que a iniciativa é um instrumento de resistência para enfrentar a onda conservadora que assola o País. "É importante que todos os profissionais em educação, em especial os professores, não se intimidem em sala de aula e siga atuando com a consciência tranquila", ressalta. 

O manual

O manual está estruturado em torno de 11 casos reais envolvendo perseguições, intimidações e assédio a professores e/ou escolas. A partir deles são oferecidas estratégias político-pedagógicas e jurídicas para enfrentar ofensas similares. O material privilegia o enfrentamento político-pedagógico dos problemas em vez de soluções judiciais individualizadas - das quais abusam os censores. 

"Quando é o caso, as estratégias jurídicas propõem encaminhamentos um pouco diferentes dos que temos visto em outros materiais de apoio ao professorado. Por exemplo, qual é o papel das instituições de ensino (públicas e privadas) diante do assédio individual sofrido pelos seus professores? Há uma dimensão coletiva, da esfera do trabalho (e da justiça do trabalho), que deve ser invocada quando professores e professoras são agredidas", diz um trecho do manual, orientando juridicamente os professores.  

Clique aqui e confira o manual contra a censura 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247