História mostrará quem pensou o Brasil acima de tudo, diz deputado a Lula

Em uma carta aberta endereçada ao ex-presidente Lula, o deputado federal Reginaldo Lopes (PT-MG), destaca ser "mais um dos milhões de Lulas, a lutar pelo seu legado, pela sua história, pela sua inocência e pela sua liberdade. A história irá mostrar quem pensou o Brasil acima de tudo"; "Seus algozes, o mantêm como um troféu do golpe, em uma sala em Curitiba. O que eles não sabem, talvez por falta de conhecimento da política do país, é que o senhor não se verga, e é maior do que o espaço físico que ocupa", observa

História mostrará quem pensou o Brasil acima de tudo, diz deputado a Lula
História mostrará quem pensou o Brasil acima de tudo, diz deputado a Lula

247 - Em uma carta aberta endereçada ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mantido como preso político em Curitiba, o deputado federal Reginaldo Lopes (PT-MG), destaca que "quem o condenou, virou ministro de quem mais se beneficiou com sua prisão, alguém que sempre defendeu perseguições à esquerda. A "nova política", feita com ódio, polêmicas vazias e irresponsabilidade com o país está cada vez mais visível para a população, que já conheceu um presidente que priorizou a esperança e o trabalho duro para fazer do Brasil respeitado internacionalmente" e que "seus algozes, o mantêm como um troféu do golpe, em uma sala em Curitiba".

"O que eles não sabem, talvez por falta de conhecimento da política do país, é que o senhor não se verga, e é maior do que o espaço físico que ocupa. Enquanto a conquista deles é uma prisão, a nossa é a liberdade do povo. Nosso troféu foi ver negros e pobres na universidade e com oportunidade de trabalho. Nossa conquista foi termos tirado, sob sua liderança, milhões de pessoas da pobreza. Meu troféu foi ter ajudado a eleger um presidente que tratou um príncipe com a mesma dignidade com que se deve tratar um catador de latinhas, ou seja, toda dignidade do mundo!", afirma o parlamentar.

"Por aqui, sou mais um dos milhões de Lulas, a lutar pelo seu legado, pela sua história, pela sua inocência e pela sua liberdade. A história irá mostrar quem pensou o Brasil acima de tudo", finaliza.

Leia a íntegra da carta.

Presidente Lula,

Volto a te escrever uma carta. A última vez havia sido em 2016, quando fui candidato à prefeitura de Belo Horizonte em uma campanha difícil, em que já enfrentávamos a intolerância e o golpismo.

Dizia na carta que o que queriam condenar, de fato, era o que o senhor representa e que, se assim fosse confirmado, nós, enquanto sociedade, seríamos os culpados e mereceríamos o país que viria pela frente. Nessa nova mensagem ao senhor, eu gostaria de te pedir, de alguma maneira, desculpas.

Quem o condenou, virou ministro de quem mais se beneficiou com sua prisão, alguém que sempre defendeu perseguições à esquerda. A "nova política", feita com ódio, polêmicas vazias e irresponsabilidade com o país está cada vez mais visível para a população, que já conheceu um presidente que priorizou a esperança e o trabalho duro para fazer do Brasil respeitado internacionalmente.

Seus algozes, o mantêm como um troféu do golpe, em uma sala em Curitiba. O que eles não sabem, talvez por falta de conhecimento da política do país, é que o senhor não se verga, e é maior do que o espaço físico que ocupa.

Enquanto a conquista deles é uma prisão, a nossa é a liberdade do povo. Nosso troféu foi ver negros e pobres na universidade e com oportunidade de trabalho. Nossa conquista foi termos tirado, sob sua liderança, milhões de pessoas da pobreza. Meu troféu foi ter ajudado a eleger um presidente que tratou um príncipe com a mesma dignidade com que se deve tratar um catador de latinhas, ou seja, toda dignidade do mundo!

Eu, que coordenei sua campanha presidencial de 1989, em minha cidade natal, Bom Sucesso-MG, com apenas 16 anos, só tenho a agradecer a essa luta que travamos juntos, e que será eterna. Aprendi com o senhor a nobreza da boa política, feita com sonhos e com ideias.

Em tempo, minha solidariedade, presidente, pela perda inesperada do pequeno Arthur. Todos nós sentimos muito e estivemos e estamos firmes em oração.

Por aqui, sou mais um dos milhões de Lulas, a lutar pelo seu legado, pela sua história, pela sua inocência e pela sua liberdade.

A história irá mostrar quem pensou o Brasil acima de tudo.

Um abraço do seu companheiro,

Reginaldo Lopes
Militante do PT e deputado federal por Minas Gerais

 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247