Homologação de delação da Odebrecht sai até terça, preveem ministros do STF

Depois de conversarem com a ministra do STF, Cármen Lúcia, ministros da Corte preveem que ela vai homologar até terça­feira (31) o acordo de delação premiada da Odebrecht - o acordo de colaboração de 77 ex-executivos da empresa é tido como o mais importante da Operação Lava Jato; ainda existem dúvidas sobre a escolha do novo relator da Lava Jato – se o sorteio será feito apenas entre os integrantes da 2ª Turma ou entre todos os ministros do tribunal; delação pode implodir a cúpula do PMDB, tendo como um dos alvos Michel Temer

A ministra do STF, Cármen Lúcia Antunes Rocha participa da abertura do 7º Fórum Liberdade de Imprensa & Democracia (Antonio Cruz/Agência Brasil)
A ministra do STF, Cármen Lúcia Antunes Rocha participa da abertura do 7º Fórum Liberdade de Imprensa & Democracia (Antonio Cruz/Agência Brasil) (Foto: Leonardo Lucena)

247 - Depois de conversarem com a ministra do Supremo Tribuna Federal (STF), Cármen Lúcia, ministros da Corte preveem que ela vai homologar até terça­feira (31) o acordo de delação premiada da Odebrecht - o acordo de colaboração de 77 ex-executivos da empresa é tido como o mais importante da Operação Lava Jato. Ainda existem dúvidas sobre a escolha do novo relator da Lava Jato – se o sorteio será feito apenas entre os integrantes da 2ª Turma ou entre todos os ministros do tribunal.

O STF encerrou na sexta (27) a fase de depoimento dos delatores. Nesta etapa, eles confirmaram que entregaram informações ao Ministério Público Federal por livre e espontânea vontade. De acordo com apurações da Folha, nenhum dos ministro se colocou posicionou de forma taxativa contra medida.

Ministros estariam avaliando que Carmén Lúcia tem respaldo regimental, principalmente, após o pedido de urgência feito pelo procurador­geral da República, Rodrigo Janot, em relação ao caso. A iniciativa de Janot impulsionou a possibilidade de a decisão ser tomada pela presidente do STF como plantonista no recesso do Judiciário, que acaba na terça.

Se Carmén Lúcia não homologar as delações até este dia, a decisão fica nas mãos do novo relator da Lava Jato, que será escolhido após a morte do agora ex-ministro Teori Zavascki. Ele morreu no dia 17, vítima da queda de um avião em Paraty, litoral sul do estado do Rio de Janeiro.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247