Huck corre para apagar fotos com Aciolly, tido como laranja de Aécio

Apresentador Luciano Huck vem tentando apagar suas fotos no Instagram onde aparece ao lado do empresário Alexandre Accioly; o empresário é tido como um dos laranjas de Aécio Neves e teria movimentado dinheiro de propinas recebidas pelo tucano por meio de uma conta em Cingapura

Apresentador Luciano Huck vem tentando apagar suas fotos no Instagram onde aparece ao lado do empresário Alexandre Accioly; o empresário é tido como um dos laranjas de Aécio Neves e teria movimentado dinheiro de propinas recebidas pelo tucano por meio de uma conta em Cingapura
Apresentador Luciano Huck vem tentando apagar suas fotos no Instagram onde aparece ao lado do empresário Alexandre Accioly; o empresário é tido como um dos laranjas de Aécio Neves e teria movimentado dinheiro de propinas recebidas pelo tucano por meio de uma conta em Cingapura (Foto: Charles Nisz)

247 - O apresentador Luciano Huck agora tenta apagar suas fotos nas redes sociais onde aparece ao lado do empresário Alexandre Accioly. Accioly, que foi padrinho de casamento de Aécio Neves, é investigado pelo Ministério Público Federal após ter sido sido citado em delações premiadas de ex-executivos da Odebrecht como dono de uma conta em Cingapura na qual teriam sido feitos depósitos de propina que teriam Aécio como destinário final. A PF interceptou ligações entre o Aécio e alguém identificado pelo codinome “Moreno” entre 29 e 30 de abril - a PF acredita que esse interlocutor nas conversas seja Accioly.

A suspeita da PF está baseada no fato de Aécio se identificar como o "dindo" [padrinho] em uma das ligações atendidas por um dos filhos de Accioly. Após falar com a criança, o "dindo" diz que deseja falar com o pai da criança, que se identifica pelo codinome de "moreno". Em uma conversa em código, Aécio fala sobre um “passeio de moto” e “motoqueiros malucos. Segundo a PF, "motoqueiros" seriam delatores e “passeio de moto” seria delação. A alusão aos "malucos" se refere aos executivos da Andrade Gutierrez que se adiantaram e prestaram depoimento antes mesmo da convocação do MPF.

Aécio Neves: Deixa eu te falar, cara. Não sei se vai ser simples… mas eu precisava que você tentasse dar uma procurada lá na… naquele negócio do passeio de moto, sabe?
Moreno: Unhum
Aécio Neves: Naquela organização que a gente ia fazer em julho.
Moreno: Unhum.
Aécio Neves: É. Porque… você viu nos jornais hoje?
Moreno: Mais ou menos. Uma parte sim, outras… algumas outras coisas aí.
Aécio Neves: É não. É não. Tem uns negócios listados que o cara ia ser o guia, sabe? [inaudível]
Moreno: Unhum. Sei.
Aécio: Procurou para… pra fazer o roteiro, entendeu? Ainda…
Moreno: Tá.
Aécio Neves: E eu tô sem nenhuma…sabe… informação que, que por conta daquelas coisas, daqueles malucos lá, sabe?
Moreno: Unhum.
Aécio Neves: Aqueles motoqueiros malucos que falaram qualquer coisa. Em vez de chamar, eles resolveram se antecipar, sabe?

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247