Ibope: Temer é impopular em todas as 41 grandes cidades pesquisadas

A avaliação do governo Temer piorou em pelo menos 15 grandes cidades e capitais entre agosto e setembro, mostra pesquisa Ibope; "Nas exceções, onde o movimento foi inverso, como Porto Alegre, o resultado ainda está longe de ser favorável ao novo presidente: 13% de avaliações positivas e 36% de negativas (-23 pontos de saldo)", observa o colunista José Roberto de Toledo, que divulgou os dados; ele alerta que "o tempo corre contra o novo presidente"

Brasília - Secretário-Geral do Ministério das Relações Exteriores, embaixador Sérgio Danese, e o vice-presidente da República, Michel Temer, recebem a vice-presidenta da Argentina, Gabriela Michetti, no Palácio Itamaraty (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Brasília - Secretário-Geral do Ministério das Relações Exteriores, embaixador Sérgio Danese, e o vice-presidente da República, Michel Temer, recebem a vice-presidenta da Argentina, Gabriela Michetti, no Palácio Itamaraty (Marcelo Camargo/Agência Brasil) (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A avaliação do governo Temer piorou em pelo menos 15 grandes cidades e capitais entre agosto e setembro, mostra pesquisa Ibope. Isso quer dizer que a avaliação de ótimo/bom piorou e a de ruim/péssimo aumentou em muitas cidades.

"Nas exceções, onde o movimento foi inverso, como Porto Alegre, o resultado ainda está longe de ser favorável ao novo presidente: 13% de avaliações positivas e 36% de negativas (-23 pontos de saldo)", afirma o colunista José Roberto de Toledo, que divulgou os dados nesta quinta-feira 22.

Segundo ele, porém, "a tendência principal foi o crescimento significativo e quase universal dos eleitores que dizem não saber avaliar o governo", o que não é possível afirmar ainda com certeza ser algo bom ou ruim para o peemedebista.

"Em todas as 41 grandes cidades cujas pesquisas do Ibope foram analisadas, Temer é impopular. Isto é: há mais opiniões negativas do que positivas sobre seu governo", informa Toledo. "Nos melhores casos, o saldo é negativo em sete pontos, como em Joinville (SC) e Boa Vista. No pior, chega a 57 pontos negativos, como em Feira de Santana (BA)", exemplifica.

"O tempo corre contra o novo presidente. Trocar de fuso viajando ao exterior não faz o relógio da impopularidade andar mais devagar", analisa o jornalista.

Leia aqui a íntegra.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email