‘In God (Fux) We Trust’: frase de Moro a Dallagnol retrata a indigência cultural da Lava Jato

Ao reverenciar o ministro do STF Luiz Fux com a frase extraída das notas de dólar americano, Sergio Moro e Deltan Dallagnol mergulham ainda mais fundo na superfície lamacenta da subserviência aos EUA; o comentário ‘in Fux we trust’ não alça o ministro do STF à condição de ‘Deus’, apenas, mas à condição de um ‘Deus’ domesticado e alinhado com interesses dos EUA, posto que a frase ‘in god we trust’ está também no hino americano

‘In God (Fux) We Trust’: frase de Moro a Dallagnol retrata a indigência cultural da Lava Jato
‘In God (Fux) We Trust’: frase de Moro a Dallagnol retrata a indigência cultural da Lava Jato (Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Ao reverenciar o ministro do STF Luiz Fux com a frase extraída das notas de dólar americano, Sergio Moro e Deltan Dallagnol mergulham ainda mais fundo na superfície lamacenta da subserviência aos EUA. O comentário ‘in Fux we trust’ não alça o ministro do STF à condição de ‘Deus’, apenas, mas à condição de um ‘Deus’ domesticado e alinhado com interesses dos EUA, posto que a frase ‘in god we trust’ está também no hino americano.

A continência de Bolsonaro à bandeira americana, a colaboração não oficial entre a Operação Lava Jato e a Justiça Americana e tantos outros indícios de submissão aos Estados Unidos foram reiterados pela "brincadeira" de Moro e Dallagnol no Telegram.

Do hino americano temos o trecho: “Then conquer we must, when our cause it is just / And this be our motto: In God is our trust” que, em tradução livre fica “então conquiste nós devemos, quando nossa causa é justa / E este é nosso lema, ‘Em Deus está nossa confiança’.”

A previsão de que a cada novo lote de mensagens da ‘Conspiração Lava Jato’ iria ser mais chocante que o lote anterior acabou de ser confirmada: a prepotência aliada à subserviência deixa mais uma vez o país perplexo diante de tanta impostura e deslumbramento subdesenvolvido. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247