Indiferença de Rodrigo Maia com pauta de costumes revolta base bolsonarista

A intenção de jogar a pauta de costumes para segundo plano no Congresso já anunciada por Rodrigo Maia, presidente da Câmara, eleva a tensão na já insegura base de apoio ao bolsonarismo; o afilhado político do pastor Silas Malafaia; deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ); disse que pôr na fila de espera projetos "pró-família" será uma linha equivocada de ação e que poderia inclusive prejudicar a reforma da previdência

Indiferença de Rodrigo Maia com pauta de costumes revolta base bolsonarista
Indiferença de Rodrigo Maia com pauta de costumes revolta base bolsonarista (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agênci)

247 - A intenção de jogar a pauta de costumes para segundo plano no Congresso já anunciada por Rodrigo Maia, presidente da Câmara, eleva a tensão na já insegura base de apoio ao bolsonarismo. O afilhado político do pastor Silas Malafaia; deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ); disse que pôr na fila de espera projetos "pró-família" será uma linha equivocada de ação e que poderia inclusive prejudicar a reforma da previdência. 

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo informa que "para Sóstenes, "votações um pouco menos sérias do que é a Previdência" poderiam servir de termômetro para a nova administração testar com quantos congressistas de sua base ela pode de fato contar. 'ninguém coloca pra testar em votação o assunto principal do governo. Com certeza a Câmara tratará anteriormente de alguns temas polêmicos, acho que ligados a costumes, até pra testar a real força do governo. É simples', afirma."

"Nos bastidores, há receio de passar um cheque em branco: apoia-se a reforma prioritária para o governo sem garantia de que, lá para frente, a fatura será paga com o endosso a projetos de lei polêmicos, vide o Escola Sem Partido, que foi arquivado por uma comissão da Câmara em dezembro e reapresentado pela deputada caloura Bia Kicis (PSL-DF)."

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247