Indulto a policiais presos é para "reforçar as milícias", diz presidente da OAB

O presidente da OAB, Felipe Santa Cruz classificou como um "alento à impunidade" o anúncio feito por Jair Bolsonaro de conceder indulto a policiais que foram presos e condenado. "A medida vai reforçar as milícias urbanas no país", disse

Felipe Santa Cruz e Jair Bolsonaro
Felipe Santa Cruz e Jair Bolsonaro (Foto: ABr | Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Felipe Santa Cruz, criticou o anúncio feito Jair Bolsonaro de conceder indulto a policiais que foram presos e condenados no escopo do exercício da profissão.

"Isso sim é uma alento à impunidade. A medida vai reforçar as milícias urbanas no país. É um risco claro ao Estado Democrático de Direito. O silêncio da sociedade causará grandes danos no futuro", disse Felipe Santa Cruz, segundo informa o colunista Lauro Jardim, do O Globo.

Segundo Bolsonaro, ele vai "escolher colegas policiais presos injustamente, presos por pressão da mídia" e "até o final do ano, vai ter policial nesse indulto aí. Espero que o pessoal me abasteça de nomes".

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247