Informações erradas dos EUA fizeram Itamaraty ser derrotado pelos militares

Em reunião com chanceler brasileiro, Ernesto Araújo, os secretários de Estado, Mike Pompeo, e de Segurança dos EUA, John Bolton, defensores da destituição do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, traçaram ao brasileiro um quadro de queda iminente do governo venezuelano de Nicolás Maduro; e o presidente já teria sido convencido a deixar o país, o que não ocorreu

Informações erradas dos EUA fizeram Itamaraty ser derrotado pelos militares
Informações erradas dos EUA fizeram Itamaraty ser derrotado pelos militares (Foto: Fotos: Reuters)

247 - O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, levou para a reunião extraordinária com o presidente Jair Bolsonaro, na manhã desta terça-feira (30), informações erradas do governo norte-americano e de aliados do autoproclamado presidente da Venezuela, Juán Guaidó. É o que atesta o Blog do Tales Faria.

Em reunião com Ernesto Araújo, os secretários de Estado, Mike Pompeo, e de Segurança daquele país, John Bolton, defensores da destituição do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, traçaram ao brasileiro um quadro de queda iminente do regime bolivariano. Guaidó já estaria em tratativas com militares venezuelanos de alta patente para realizar a transição de governo. E Maduro já teria sido convencido a deixar o país, o que não ocorreu.

Os canais com o Brasil também funcionam com o Ministério da Defesa e até a Gabinete de Segurança Institucional (GSI). Os três generais disseram duvidar de que militares de alta patente tenham aderido a Guaidó. Àquela altura Guaidó já estava convocando a população para as ruas e anunciando publicamente o apoio de militares ao movimento.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247