'Insistência por Ramagem na PF gera desconfiança e desconforto', diz Federação Policial

“Essa insistência pela proximidade tem que ser muito bem analisada” disse o presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), Luís Antônio Boudens, à CNN

Luís Antônio Boudens da Fenapef
Luís Antônio Boudens da Fenapef (Foto: Sindipol/DF)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), Luís Antônio Boudens, disse à CNN que a insistência de Jair Bolsonaro por Alexandre Ramagem para a direção-geral da Polícia Federal gera desconfiança e desconforto, na segunda-feira, 11.

Na última semana, a Advocacia-Geral da União (AGU) pediu para que o Supremo Tribunal Federal (STF) reconsidere a suspensão da nomeação e posse de Ramagem para o cargo. O ministro da corte Alexandre de Moraes, porém, manteve a decisão.

"Acaba gerando não só desconfiança, mas também desconforto, porque há vários nomes com competência para assumir a gestão da PF", disse Boudens. "Os últimos nomes veiculados tinham condição de assumir sem necessariamente atrair para si essa atenção negativa sobre proximidade com o presidente. Claro que a condição técnica de Ramagem é indiscutível, mas essa insistência pela proximidade tem que ser muito bem analisada”.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247