"Interesse pelo pré-sal tirou foco no etanol"

Presidente da Unica (União da Indústria de Cana-de-Açúcar), Elizabeth Farina diz que indústria do etanol vive a maior crise de sua história: "As políticas de controle de preço da gasolina e de redução da Cide [Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico] foram mortais para o setor”; ela pede ao governo incentivo a venda de carro híbrido flex (eletricidade e etanol) e a volta do diferencial tributário que garantia competitividade diante da gasolina

Presidente da Unica (União da Indústria de Cana-de-Açúcar), Elizabeth Farina diz que indústria do etanol vive a maior crise de sua história: "As políticas de controle de preço da gasolina e de redução da Cide [Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico] foram mortais para o setor”; ela pede ao governo incentivo a venda de carro híbrido flex (eletricidade e etanol) e a volta do diferencial tributário que garantia competitividade diante da gasolina
Presidente da Unica (União da Indústria de Cana-de-Açúcar), Elizabeth Farina diz que indústria do etanol vive a maior crise de sua história: "As políticas de controle de preço da gasolina e de redução da Cide [Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico] foram mortais para o setor”; ela pede ao governo incentivo a venda de carro híbrido flex (eletricidade e etanol) e a volta do diferencial tributário que garantia competitividade diante da gasolina (Foto: Roberta Namour)

247 – Presidente da Unica (União da Indústria de Cana-de-Açúcar), Elizabeth Farina dispara críticas ao governo e diz que indústria do etanol vive a maior crise de sua história. "As políticas de controle de preço da gasolina e de redução da Cide [Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico] foram mortais para o setor", afirma.

Em entrevista à Folha de S. Paulo, ema diz que, só nas últimas cinco safras, 44 usinas fecharam as portas, sendo 25 no Estado de São Paulo. Há ainda 33 usinas em recuperação judicial

Ela sinaliza que situação é consequência de possíveis excessos cometidos na gestão anterior: “Lula falava que os usineiros eram heróis, que o Brasil ia abastecer o mundo com combustível renovável, sinalizando o papel central que tinha o etanol. Como as perspectivas foram frustradas, esse investimento se mostrou excessivo. O interesse pelo pré-sal tirou o foco do etanol”.

Elizabeth Farina sugere que governo incentive programas específicos para aumentar a eficiência dos motores no uso do etanol e a venda de carro híbrido flex (eletricidade e etanol); prega também a volta da Cide sobre a gasolina (leia mais).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247