Invasão da minha casa foi mais uma arbitrariedade e retaliação, diz advogado Roberto Teixeira

"Todos os serviços prestados à Fecomércio/RJ estão devidamente comprovados e documentados e os pagamentos correspondentes foram todos realizados na forma da lei", afirma em nota o advogado, um dos principais alvos de operação da PF nesta quarta-feira

Roberto Teixeira
Roberto Teixeira (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 -  O advogado Roberto Teixeira, por meio de nota, afirmou que a operação da Polícia Federal nesta quarta-feira (9), ordenada pelo juiz Marcelo Bretas, foi mais uma "arbitrariedade e retaliação" contra ele. Bretas tem buscado se colocar como herdeiro do lavajatismo em crise.

Acusado de fazer parte de um suposto esquema de desvio de recursos da Federação do Comércio (Fecomércio/RJ), o advogado afirmou que "todos os serviços prestados" à entidade estão "devidamente comprovados e documentados".

Leia a nota de Roberto Teixeira na íntegra:

Nota do advogado Roberto Teixeira 

A agressiva operação deflagrada hoje de autorizar a invasão da minha casa é mais uma das arbitrariedades e retaliações contra minha atuação profissional. 

As acusações lançadas pelo Ministério Público ignoram – e desrespeitam cruelmente – toda minha trajetória jurídica, em um caminho pautado pelo estudo, dedicação, combatividade, ética e probidade, em 50 anos servindo e honrando a justiça e a advocacia. 

Todos os serviços prestados à Fecomércio/RJ estão devidamente comprovados e documentados e os pagamentos correspondentes foram todos realizados na forma da lei. 

É lamentável testemunhar tamanha infração aos princípios basilares do estado democrático de direito. 

09 de Setembro de 2020 

Roberto Teixeira 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247