Investidor sino-brasileiro diz que resposta da China a ofensa de Weintraub não tardará e será dura

O investidor sino-brasileiro Lawrence Pih criticou severamente o ministro da Educação, Abraham Weintraub, por ter ofendido a China nas redes sociais. O empresário avalia que a reação do país asiático não tardará

(Foto: Sputnik)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Lawrence Pih considerou inconsequente do ponto de vista econômico a provocação do ministro da Educação, Abraham Weintraub, contra a China na postagem que imita o Cebolinha na rede social.

O investidor classificou o ministro como "desqualificado" por vilipendiar o maior parceiro comercial do Brasil. 

A coluna Painel S.A. da Folha de S.Paulo informa também que o empresário sino-brasileiro destacou o fato de a China ser o maior fabricante de produtos de proteção contra a covid-19 do mundo, de que o Brasil tanto necessita neste momento.

O investidor prevê que o ataque de Weintraub somado ao episódio anterior do deputado Eduardo Bolsonaro terá uma reação chinesa custosa ao país.

A China é o maior parceiro comercial do Brasil. O país asiático é  responsável pela compra de mais de um quarto das exportações brasileiras. A China é também o maior investidor externo no Brasil, com mais de 80 bilhões de dólares. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email