Investigação sobre queda de avião que levava Teori correrá sob sigilo

O juiz da 1ª Vara Federal de Angra dos Reis, Raffaele Felice Pirro, decretou sigilo das investigações sobre a queda do avião que levava o ministro do STF Teori Zavascki e mais quatro pessoas; decisão foi tomada nesta segunda-feira 23; aeronave, que era do empresário Carlos Alberto Filgueiras, que também morreu no desastre, saiu do Campo de Marte, em São Paulo, e caiu próximo a Paraty, no Rio de Janeiro, na última quinta-feira 19; relator da Lava Jato no Supremo, a poucos dias de homologar os acordos de delação premiada da Odebrecht, que envolveriam cerca de 150 nomes da política, o ministro Teori vinha recebendo ameaças; vídeo do canal Notícias Comentadas

O juiz da 1ª Vara Federal de Angra dos Reis, Raffaele Felice Pirro, decretou sigilo das investigações sobre a queda do avião que levava o ministro do STF Teori Zavascki e mais quatro pessoas; decisão foi tomada nesta segunda-feira 23; aeronave, que era do empresário Carlos Alberto Filgueiras, que também morreu no desastre, saiu do Campo de Marte, em São Paulo, e caiu próximo a Paraty, no Rio de Janeiro, na última quinta-feira 19; relator da Lava Jato no Supremo, a poucos dias de homologar os acordos de delação premiada da Odebrecht, que envolveriam cerca de 150 nomes da política, o ministro Teori vinha recebendo ameaças; vídeo do canal Notícias Comentadas
O juiz da 1ª Vara Federal de Angra dos Reis, Raffaele Felice Pirro, decretou sigilo das investigações sobre a queda do avião que levava o ministro do STF Teori Zavascki e mais quatro pessoas; decisão foi tomada nesta segunda-feira 23; aeronave, que era do empresário Carlos Alberto Filgueiras, que também morreu no desastre, saiu do Campo de Marte, em São Paulo, e caiu próximo a Paraty, no Rio de Janeiro, na última quinta-feira 19; relator da Lava Jato no Supremo, a poucos dias de homologar os acordos de delação premiada da Odebrecht, que envolveriam cerca de 150 nomes da política, o ministro Teori vinha recebendo ameaças; vídeo do canal Notícias Comentadas (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O juiz da 1ª Vara Federal de Angra dos Reis, Raffaele Felice Pirro, decretou nesta segunda-feira 23 o sigilo das investigações sobre a queda do avião que levava o ministro do STF Teori Zavascki e mais quatro pessoas. Nesta semana, os investigadores tomarão os depoimentos de testemunhas do acidente.  

A procuradora do Ministério Público Federal (MPF) Cristina Nascimento de Melo solicitou à Agência de Aviação Civil (Anac) e a Aeronáutica os documentos relativos à manutenção do avião e as gravações das conversas entre o piloto e a torre de controle. O gravador já foi encontrado no mar, entre as peças do avião.

De acordo com o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), a caixa-preta do avião ficou avariada no acidente. Mas como é altamente protegida, a expectativa é que as gravações das conversas tenham sido preservadas.

A aeronave, que era do empresário Carlos Alberto Filgueiras, que também morreu no desastre, saiu do Campo de Marte, em São Paulo, e caiu próximo a Paraty, no Rio de Janeiro, na última quinta-feira 19.

Relator da Lava Jato no Supremo, e a poucos dias de homologar os acordos de delação premiada da Odebrecht, que envolveriam cerca de 150 nomes da política, inclusive o de Michel Temer, o ministro Teori vinha recebendo ameaças.

Vídeo do canal Notícias Comentadas.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email