Itamaraty diz que 14 brasileiros foram presos em travessia ilegal nas Bahamas

O Itamaraty disse em nota nesta noite que 14 brasileiros que atravessaram ilegalmente de barco as ilhas das Bahamas para os Estados Unidos estão presos em um centro de detenção em Pompano Beach, na Flórida; eles usaram a mesma rota ilegal utilizada pelos 14 brasileiros que estão desaparecidos desde o dia 6 de novembro; Os EUA só informam o governo brasileiro quando há autorização do detido. "Por isso temos certeza de que o número de detidos é bem maior", diz Luiza Lopes da Silva, diretora do departamento Consular e de Brasileiros no Exterior

O Itamaraty disse em nota nesta noite que 14 brasileiros que atravessaram ilegalmente de barco as ilhas das Bahamas para os Estados Unidos estão presos em um centro de detenção em Pompano Beach, na Flórida; eles usaram a mesma rota ilegal utilizada pelos 14 brasileiros que estão desaparecidos desde o dia 6 de novembro; Os EUA só informam o governo brasileiro quando há autorização do detido. "Por isso temos certeza de que o número de detidos é bem maior", diz Luiza Lopes da Silva, diretora do departamento Consular e de Brasileiros no Exterior
O Itamaraty disse em nota nesta noite que 14 brasileiros que atravessaram ilegalmente de barco as ilhas das Bahamas para os Estados Unidos estão presos em um centro de detenção em Pompano Beach, na Flórida; eles usaram a mesma rota ilegal utilizada pelos 14 brasileiros que estão desaparecidos desde o dia 6 de novembro; Os EUA só informam o governo brasileiro quando há autorização do detido. "Por isso temos certeza de que o número de detidos é bem maior", diz Luiza Lopes da Silva, diretora do departamento Consular e de Brasileiros no Exterior (Foto: Romulo Faro)

247 - O Itamaraty disse em nota nesta noite que 14 brasileiros que atravessaram ilegalmente de barco as ilhas das Bahamas para os Estados Unidos estão presos em um centro de detenção em Pompano Beach, na Flórida. Eles usaram a mesma rota ilegal utilizada pelos 14 brasileiros que estão desaparecidos desde o dia 6 de novembro.

A rota não é nova. Há registro de brasileiros detidos nas Bahamas desde 2011, acusados de tentar emigrar ilegalmente para os Estados Unidos. Foram 65 em 2012, 55 em 2013, 50 em 2014, 56 em 2015 e este ano deve ter ligeira alta, chegando a 70. Além desses, há os brasileiros que são presos ao chegar nos EUA, mas o governo americano não faz notificação compulsória.

Os EUA só informam o governo brasileiro quando há autorização do detido. "Por isso temos certeza de que o número de detidos é bem maior", diz Luiza Lopes da Silva, diretora do departamento Consular e de Brasileiros no Exterior.

Segundo ela, muitos preferem a rota das Bahamas porque a entrada pelo México está cada vez mais perigosa, por causa da atuação dos cartéis do tráfico. "E a travessia feita a pé pelo deserto também é insegura e muitos sofrem desidratação".

O barco com 14 brasileiros teria deixado as Bahamas no dia 6 de novembro. No dia 15, familiares dos brasileiros entraram em contato com a embaixada brasileira em Nassau, relatando o desaparecimento. As guardas costeiras dos EUA e das Bahamas estão fazendo buscas pelo barco e monitorando por satélite. Nenhum naufrágio foi registrado, segundo o Itamaraty.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247