Já são 115 voos cancelados por falta de combustível

Balanços de companhias aéreas e administradoras de aeroportos divulgados no fim da tarde desta sexta-feira, 25, mostram que pelo menos 115 voos em todo o país já foram cancelados por da falta de combustível de aviação nos aeroportos, em razão da greve dos caminhoneiros; a Latam teve 47 voos cancelados, a Azul, 38 e a Avianca cancelou 26 voos; o aeroporto de Brasília e mais onze aeroportos da Infraero estão sem combustíveis

Em foto de arquivo, aviões da Gol e da TAM são vistos no aeroporto de Congonhas, em São Paulo 17/1/2014 REUTERS/Nacho Doce
Em foto de arquivo, aviões da Gol e da TAM são vistos no aeroporto de Congonhas, em São Paulo 17/1/2014 REUTERS/Nacho Doce (Foto: Aquiles Lins)

247 - Balanços de companhias aéreas e administradoras de aeroportos divulgados no fim da tarde desta sexta-feira, 25, mostram que pelo menos 115 voos em todo o país já foram cancelados por da falta de combustível de aviação nos aeroportos, em razão da greve dos caminhoneiros.

A Latam teve 47 voos cancelados, a Azul, 38 e a Avianca cancelou 26 voos. O aeroporto de Brasília e mais onze aeroportos da Infraero estão sem combustíveis (incluindo o terminal de seis capitais: Palmas, Goiânia, Maceió, Recife, Vitória e João Pessoa).

Apenas oito dos principais terminais do país recebem querosene de aviação normalmente. Entre esses terminais, estão os aeroportos do Galeão e Santos Dumont, no Rio, e Congonhas e Guarulhos, em São Paulo.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247