Janaina Paschoal diz que Eduardo se "apequenará" se aceitar embaixada oferecida pelo pai

"Não estou questionando capacidade, nem possibilidade jurídica. Estou questionando se é certo abandonar os eleitores. Ninguém me perguntou, mas eu digo que não", escreveu a deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP)

Janaina Paschoal se diz contra manifestação de apoio a Bolsonaro
Janaina Paschoal se diz contra manifestação de apoio a Bolsonaro
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP) criticou nesse sábado (13) a indicação do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), ao cargo de embaixador dos EUA.

"Não estou questionando capacidade, nem possibilidade jurídica. Estou questionando se é certo abandonar os eleitores. Ninguém me perguntou, mas eu digo que não", escreveu a deputada que foi cotada para ser vice de Jair Bolsonaro nas eleições de 2018.

A parlamentar escreveu uma série de 6 tweets para falar sobre o assunto e disse que ocupar um cargo oferecido pelo pai "o apequenará". 

"Quantos Deputados ele levou com ele? Querendo, ou não, isso traz uma liderança. Ele precisa ficar e exercer esse papel. Esse papel é dele, não tem nada a ver com o pai dele. Abrir mão dessa conquista, para ocupar um cargo conferido pelo pai o apequenará.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email