Janine: Brasil tem que mudar foco para educação básica

No "Programa do Jô", o ministro da Educação, Renato Janine, falou das prioridades do Brasil neste momento de crise; segundo ele, o momento é de “fazer o máximo que pode com pouco dinheiro”; “O Brasil é um país onde tem uma tradição muito antiga dos ricos utilizarem uma coisa pública em proveito próprio. Então, a gente tem de criticar isso, tem de educar para dizer que essas coisas não podem ser feitas”, acrescentou; ele defendeu mudar a prioridade da educação para a educação básica

No "Programa do Jô", o ministro da Educação, Renato Janine, falou das prioridades do Brasil neste momento de crise; segundo ele, o momento é de “fazer o máximo que pode com pouco dinheiro”; “O Brasil é um país onde tem uma tradição muito antiga dos ricos utilizarem uma coisa pública em proveito próprio. Então, a gente tem de criticar isso, tem de educar para dizer que essas coisas não podem ser feitas”, acrescentou; ele defendeu mudar a prioridade da educação para a educação básica
No "Programa do Jô", o ministro da Educação, Renato Janine, falou das prioridades do Brasil neste momento de crise; segundo ele, o momento é de “fazer o máximo que pode com pouco dinheiro”; “O Brasil é um país onde tem uma tradição muito antiga dos ricos utilizarem uma coisa pública em proveito próprio. Então, a gente tem de criticar isso, tem de educar para dizer que essas coisas não podem ser feitas”, acrescentou; ele defendeu mudar a prioridade da educação para a educação básica (Foto: Roberta Namour)

247 – Em entrevista ao "Programa do Jô", na noite desta terça-feira, o ministro da Educação, Renato Janine, falou das prioridades do Brasil neste momento de crise.

Segundo ele, o momento é de “fazer o máximo que pode com pouco dinheiro”. “O Brasil é um país onde tem uma tradição muito antiga dos ricos utilizarem uma coisa pública em proveito próprio. Então, a gente tem de criticar isso, tem de educar para dizer que essas coisas não podem ser feitas”, acrescentou.

Ele também ressaltou a necessidade de o governo reforçar o foco na educação básica:

“Acho que o Brasil tem que mudar a prioridade da educação para a educação básica. Isso é uma coisa dita de muito tempo e muito difícil de fazer porque a educação superior, no MEC, no Brasil, é muito forte. Ela tem muita gente interessada. Adultos fazem ensino universitário. Adultos não fazem creche. Classe média faz curso universitário. O ensino superior está consagrado. Ele tem importância, ele está melhorando, está crescendo. Agora, quando chega o nível da creche é muito difícil você defender”, disse.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247