Janio: Moraes colocou o Brasil no mapa do terror

"Alexandre Moraes dividiu-se entre o ridículo e a irresponsabilidade, ao se apresentar a propósito da prisão de dez talvez terroristas futuros. Com informações logo contestadas por um juiz e, de objetivo, um mínimo indício a ser verificado, aos ouvidos do mundo o ministro da Justiça incluiu o Brasil no mapa do terror. Quando estrangeiros cuidam de sua viagem para o Brasil da Olimpíada", diz o colunista Janio de Freitas, sobre a Operação Hashtag; "No nosso terrorismo, o ministro Alexandre Moraes é mais eficiente do que os seus dez presos. Somados"

"Alexandre Moraes dividiu-se entre o ridículo e a irresponsabilidade, ao se apresentar a propósito da prisão de dez talvez terroristas futuros. Com informações logo contestadas por um juiz e, de objetivo, um mínimo indício a ser verificado, aos ouvidos do mundo o ministro da Justiça incluiu o Brasil no mapa do terror. Quando estrangeiros cuidam de sua viagem para o Brasil da Olimpíada", diz o colunista Janio de Freitas, sobre a Operação Hashtag; "No nosso terrorismo, o ministro Alexandre Moraes é mais eficiente do que os seus dez presos. Somados"
"Alexandre Moraes dividiu-se entre o ridículo e a irresponsabilidade, ao se apresentar a propósito da prisão de dez talvez terroristas futuros. Com informações logo contestadas por um juiz e, de objetivo, um mínimo indício a ser verificado, aos ouvidos do mundo o ministro da Justiça incluiu o Brasil no mapa do terror. Quando estrangeiros cuidam de sua viagem para o Brasil da Olimpíada", diz o colunista Janio de Freitas, sobre a Operação Hashtag; "No nosso terrorismo, o ministro Alexandre Moraes é mais eficiente do que os seus dez presos. Somados" (Foto: Leonardo Attuch)

247 – Em sua coluna deste domingo, o jornalista Janio de Freitas criticou duramente o ministro Alexandre de Moraes, da Justiça, pela forma como divulgou a Operação Hashtag.

"No Brasil, o sensacionalismo é a regra. A veracidade é secundária, ou nem isso. A preocupação com os efeitos do espalhafato inexiste. O escândalo gera escândalo, e passa ele a ser um escândalo –não mais interno, apenas, mas o Brasil escandalizando o mundo. É o terrorismo contra si mesmo, é o nosso terrorismo", diz ele.

"Alexandre Moraes dividiu-se entre o ridículo e a irresponsabilidade, ao se apresentar a propósito da prisão de dez talvez terroristas futuros. Com informações logo contestadas por um juiz e, de objetivo, um mínimo indício a ser verificado, aos ouvidos do mundo o ministro da Justiça incluiu o Brasil no mapa do terror. Quando estrangeiros cuidam de sua viagem para o Brasil da Olimpíada", afirmou ainda. "No nosso terrorismo, o ministro Alexandre Moraes é mais eficiente do que os seus dez presos. Somados."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247