JBS entrega mais um corrupto do governo Temer: Marcos Pereira

Nas gravações de Joesley Batista, o ministro Marcos Pereira, da Indústria e Comércio, fala abertamente em esquemas de corrupção; de acordo com as investigações, o ministro do PRB, que votou pelo golpe, recebeu R$ 6 milhões em propinas; os documentos da JBS também comprovarão como Eduardo Cunha comprou a presidência da Câmara dos Deputados

Brasília- DF 08-05-2016 Presidente interino, Michel Temer durante encontro Encontro com Líderes Empresariais. Moreira Franco, Henrique Meirelles, Padilha, Marcos Pereira e Skaf. Foto Lula Marques/
Brasília- DF 08-05-2016 Presidente interino, Michel Temer durante encontro Encontro com Líderes Empresariais. Moreira Franco, Henrique Meirelles, Padilha, Marcos Pereira e Skaf. Foto Lula Marques/ (Foto: Leonardo Attuch)

247 – As gravações da JBS flagraram mais um corrupto no governo Temer. Trata-se de Marcos Pereira, ministro da Indústria e Comércio, segundo reportagem de Vladimir Netto.

"Os documentos estão em sigilo. Fontes com acesso às investigações ouvidas pelo Jornal Nacional disseram que, entre as novas gravações, há uma em que o atual ministro da Indústria e Comércio, Marcos Pereira, fala abertamente sobre um esquema de corrupção. Na delação, Joesley Batista disse que pagou R$ 6 milhões em propina para Marcos Pereira", informa o jornalista.

Netto diz ainda que os documentos da JBS também comprovarão como Eduardo Cunha comprou a presidência da Câmara dos Deputados.

Nos novos documentos, a JBS também detalhou parte do pagamento de R$ 30 milhões feitos a políticos que apoiaram a candidatura do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) à presidência da Câmara.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247