Jean Wyllys diz que Ciro age com “infâmia e covardia" e que "não consegue jogar limpo”

Ex-deputado condenou declaração de Ciro Gomes, que acusou Lula de conspirar para promover o impeachment de Dilma

Jean Wyllys, Ciro Gomes e Lula
Jean Wyllys, Ciro Gomes e Lula (Foto: Reprodução | Reuters | Ricardo Stuckert)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O ex-deputado Jean Wyllys usou suas redes sociais para condenar declaração de Ciro Gomes, que acusou o ex-presidente Lula de conspirar para promover o impeachment de Dilma.

“É inacreditável que esse sujeito seja capaz de tamanha infâmia e covardia. Ele não consegue jogar limpo”, disse. 


Saiba mais 

PUBLICIDADE

 O presidenciável Ciro Gomes, do PDT, segue empenhado na tarefa de atacar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na tentativa de dividir os votos da esquerda e assim talvez contribuir até para a permanência do bolsonarismo no poder. Nesta quarta-feira, ele mergulhou de vez no fundo do poço ao acusar Lula de conspirar contra a ex-presidente Dilma Rousseff, vítima do golpe de estado de 2016, que abriu as portas para a destruição da economia e da imagem do Brasil.

"Eu atuei contra o impeachment e quem fez o golpe foi o Senado Federal. Quem presidiu o Senado? Renan Calheiros. Quem liderou o MDB nessa investida? O Eunício Oliveira. Com quem o Lula está hoje?", questinou. "Hoje eu estou seguro que o Lula conspirou pelo impeachment da Dilma, estou seguro", declarou, ao jornal Estado de S. Paulo.

PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:


O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email