Jefferson dispara contra Lula e Bolsonaro: 'você enterra o mito na eleição'

Presidente do PTB, ex-deputado Roberto Jefferson, afirmou que tanto o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva quanto o deputado federal Jair Bolsonaro não terão condições de ganharem as eleições presidenciais que serão realizadas em outubro; "Não tem a menor chance. Ainda mais tendo perdido a classe média. Ele vai ter 20%, 25%. Não vai para o segundo turno. Vão ser segundo e terceiro colocados. Você enterra o mito na eleição", disse; ele também afirmou que o pré-candidato do PSDB, o governador Geraldo Alckmin, "é um homem pronto para assumir o Brasil"

Presidente do PTB, ex-deputado Roberto Jefferson, afirmou que tanto o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva quanto o deputado federal Jair Bolsonaro não terão condições de ganharem as eleições presidenciais que serão realizadas em outubro; "Não tem a menor chance. Ainda mais tendo perdido a classe média. Ele vai ter 20%, 25%. Não vai para o segundo turno. Vão ser segundo e terceiro colocados. Você enterra o mito na eleição", disse; ele também afirmou que o pré-candidato do PSDB, o governador Geraldo Alckmin, "é um homem pronto para assumir o Brasil"
Presidente do PTB, ex-deputado Roberto Jefferson, afirmou que tanto o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva quanto o deputado federal Jair Bolsonaro não terão condições de ganharem as eleições presidenciais que serão realizadas em outubro; "Não tem a menor chance. Ainda mais tendo perdido a classe média. Ele vai ter 20%, 25%. Não vai para o segundo turno. Vão ser segundo e terceiro colocados. Você enterra o mito na eleição", disse; ele também afirmou que o pré-candidato do PSDB, o governador Geraldo Alckmin, "é um homem pronto para assumir o Brasil" (Foto: Paulo Emílio)

247 - O presidente do PTB, ex-deputado Roberto Jefferson, afirmou que tanto o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva quanto o deputado federal Jair Bolsonaro não terão condições de ganharem as eleições presidenciais que serão realizadas em outubro. "Não tem a menor chance. Ainda mais tendo perdido a classe média. Ele vai ter 20%, 25%. Não vai para o segundo turno. Vão ser segundo e terceiro colocados. Você enterra o mito na eleição", disse Jefferson em entrevista ao jornal Folha de São Paulo.

Para ele, caso Lula seja impedido de disputar o pleito por via judicial, Bolsonaro deverá ver sua candidatura minguar. "[São] tese e antítese. Mas se o Lula for até o final, mesmo pendurado em mandado de segurança, o Bolsonaro vai ter seus 15%, é o que as pesquisas vêm dando. Não vai passar para o segundo turno", avaliou.

O petebista também destacou a aproximação da sua legenda com o pré-candidato do PSDB, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, que, segundo ele, "passou incólume" em todas as suspeitas e acusações que já sofreu" e "é um homem pronto para assumir o Brasil.

Ele também criticou a possível postulação do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, pelo PSD. "Não quero discutir economia com o Meirelles porque ele é um profundo conhecedor disso. Mas ele não venha discutir política comigo porque eu dou um baile nele. Política é para político. Esse negócio de outsider eu acho complicado", disparou.

Sobre a especulação em torno da possível candidatura do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), Jefferson disse que considerar que o mais provável é que ele aproveite a exposição para renovar o seu mandayo como deputado e assim voltar a presidir a Câmara.eclamações trabalhistas do mundo. O que mostra que é uma indústria do reclamante, porque o reclamado sempre perde".

O presidente do PTB afirmou também que Temer lhe disse que irá levar adiante a indicação de Cristiane Brasil. "Ele acha que foi uma intervenção descabida e indevida e ele quer discutir isso até o final".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247