Joice diz que Maia foi hackeado, mas PF afirma que preso não teve acesso ao celular

A deputata federal Joice Hasselmann (PSL-SP, líder do governo na Câmara, publicou em sua página nas redes que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), foi uma das autoridades hackeadas; Mas de acordo com a jornalista Monica Bergamo, da Folha, os investigadores e o ministro Sergio Moro, da Justiça, têm informações de que os criminosos tentaram invadir o celular de Maia, sem sucesso

Joice Hasselmann
Joice Hasselmann (Foto: LUIS MACEDO)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A deputata federal Joice Hasselmann (PSL-SP, líder do governo na Câmara, publicou uma mensagem em sua página nas redes sociais afirmando que foi "confirmado" que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), foi uma das autoridades supostamente hackeadas por um dos quatro presos da Polícia Federal.

"URGENTE! Confirmado: presidente da Câmara @RodrigoMaia e ministros do STF também foram hackeados. A PF irá notificar todas as vítimas do grupo criminoso", escreveu a deputada, que em outra postagem esta semana, insinuou que o jornalista Glenn Greenwald, editor do Intercept, que revelou os diálogos da Vaza Jato, poderá ser preso, após a operação contra quatro supostos hackers deflagrada nesta terça-feira. "@ggreenwald tic-tac...sua hora tá chegando...", escreveu

Mas de acordo com a jornalista Mônica Bergamo, os investigadores e o ministro Sergio Moro, da Justiça, têm informações de que os criminosos tentaram invadir o celular de Maia para rastrear o Telegram dele. "Não teriam obtido sucesso já que o parlamentar apagou o aplicativo de seu aparelho", escreveu a colunista da Folha.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247