Jornal Nacional mostra depoimento de Paulo Marinho que pode comprometer Flávio Bolsonaro (vídeo)

Em tom dramático, o Jornal Nacional mostrou um trecho do depoimento de Paulo Marinho que pode complicar a vida do senador Flávio Bolsonaro. No vídeo, Marinho dá os detalhes de como Flávio teria cooptado pessoas próximas a coletar informações privilegiadas com uma fonte na Polícia Federal

www.brasil247.com -
(Foto: @jornalnacional)


247 - O Jornal Nacional mostrou o depoimento que pode complicar a vida de Flávio Bolsonaro. Nele, Paulo Marinho afirma que Flávio escolheu três pessoas que trabalhariam com ele para pegar a informação com um delegado da PF: Victor Granado, Valdenice Meliga e Miguel Ângelo Braga (atual chefe de gabinete de Flávio).

A reportagem do portal G1 destaca que o “Jornal Nacional teve acesso com exclusividade ao depoimento, gravado em vídeo. Nele, Marinho, que é suplente do senador Flavio Bolsonaro, fala de uma reunião no dia 13 de dezembro de 2018, na casa do empresário. E reproduz o que ouviu de Victor Granado, amigo de infância de Flavio, sobre a dinâmica para receber informações vazadas de um delegado da PF. Disse que a primeira tentativa se deu por telefone.”

A matéria relata que “Paulo Marinho afirmou que Flavio Bolsonaro escolheu três pessoas que trabalharam com ele para pegar a informação com um delegado da PF: Victor Granado, amigo de Flavio; Valdenice Meliga, ex-assessora; e Miguel Ângelo Braga, atual chefe de gabinete de Flavio. "O Braga fala com o Flavio, o Flavio designa então que o Braga, o Victor e a Val fossem ao encontro dessa pessoa para saber do que se tratava. E aí fizeram contato e marcaram um encontro na porta da Polícia Federal. Este suposto delegado disse aos três ou disse ao braga: 'Vocês, quando chegarem, me telefonem que eu vou sair de dentro da Superintendência, até para você ver que sou um policial que estou lá dentro, e lá fora a gente conversa'", afirmou Marinho.”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Veja aqui o vídeo. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email