José Dirceu também será libertado, mas só na próxima segunda-feira

O ex-ministro José Dirceu também poderá sair da prisão política com base na decisão do STF (Suprem Tribunal Federal). No caso de Dirceu, como ele cumpre pena no Complexo Médico-Penal de Pinhais, um centro de detenção estadual, o caso será analisado pela Justiça paranaense, o que deverá acontecer só na próxima segunda-feira

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-ministro José Dirceu também poderá sair da prisão política com base na decisão do STF (Suprem Tribunal Federal). No caso de Dirceu, como ele cumpre pena no Complexo Médico-Penal de Pinhais, um centro de detenção estadual, o caso será analisado pela Justiça paranaense, o que deverá acontecer só na próxima segunda-feira. 

A reportagem da revista Fórum destaca que "os advogados de Dirceu entraram com o pedido de alvará de soltura na Justiça Federal na tarde desta sexta. Ao saberem da decisão do juiz que a solicitação deveria ser feita na esfera estadual, entraram com o recurso. Segundo o advogado Roberto Podval, não deve demorar muito para que o petista ganhe a liberdade. “Esperamos que ele seja solto na próxima segunda-feira”, comentou."

A matéria ainda lembra que "José Dirceu está preso em Curitiba desde 17 de maio deste ano. Ele é acusado de receber propina em um contrato superfaturado da Petrobras com a empresa Apolo Tubulars, fornecedora de tubos para a estatal, entre 2009 e 2012. Ao se entregar à polícia na época, ele comentou com amigos em um áudio que se dedicaria a leituras e deixou um recado aos companheiros."

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247