José Graziano da Silva: construção para tirar o Brasil do mapa da fome foi desmontada pelo golpe

“Com vinte milhões de miseráveis, significa que realmente voltamos para 2002”, alertou José Graziano da Silva, diretor-geral do Instituto Fome Zero. Em sua visão, “a construção para tirar o Brasil do mapa da fome foi desmontada pelos golpistas em 2016”. Assista

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - José Graziano da Silva, diretor-geral do Instituto Fome Zero e ex-ministro Extraordinário da Segurança Alimentar e Combate à Fome, participou do programa “Pauta Brasil”, exibido na TV 247 e fez um alerta: “Tudo que construímos para tirar o Brasil do mapa da fome foi desmontado e desconstruído pelos governos que se sucederam ao golpe de 2016”.  

“Com vinte milhões de miseráveis, significa que realmente voltamos para 2002. Não é só fome, é a piora da qualidade alimentar que leva a problemas de saúde, como obesidade. A pandemia acentuou isso, as pessoas não conseguem comprar produtos de qualidade e vão comprando os mais baratos, processados. A obesidade entre crianças no Brasil é algo preocupante. O custo da nossa pandemia é gerar fome e obesidade, que podem matar mais do que o vírus”, disse. 

Graziano ainda enfatizou o aumento da desigualdade social com a pandemia: “Os mais ricos já recuperaram suas perdas. Os pobres demorarão catorze anos para recuperar, se recuperar”. 

Inscreva-se na TV 247, seja membro, e assista:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email