Judeus pela Democracia condenam projeto que iguala comunismo e nazismo

Para o coletivo Judeus pela Democracia, o projeto de lei, apresentado pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro, que equipara o nazismo ao comunismo visa “criminalizar os partidos de esquerda" e é um “revisionismo perigoso” para o futuro da democracia no Brasil

Eduardo Bolsonaro
Eduardo Bolsonaro (Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O coletivo Judeus pela Democracia afirmou em uma postagem no Twitter que o projeto de lei que tenta equiparar o nazismo ao comunismo, apresentado pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro, visa “criminalizar os partidos de esquerda “, além de ser um “revisionismo perigoso” para o futuro da democracia no Brasil. 

“Eduardo submeteu um PL que iguala comunismo e nazismo, proíbe símbolos como estrela, foice e martelo. Com objetivo de criminalizar partidos de esquerda, o filho do presidente propõe revisionismo perigoso para minorias oprimidas pelo nazismo e para o futuro democrático do Brasil”, diz a postagem do grupo Judeus pela Democracia.

O projeto de lei apresentado pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro foi inspirado em uma lei aprovada pela Ucrânia em 2015 e visa alterar a Lei de Segurança Nacional equiparando a ideologia comunista ao nazismo, cuja apologia já é considerada crime no Brasil. O PL apresentado por ele altera pontos da Lei de Segurança Nacional (7.170) possibilitando punir com penas de 9 a 15 anos de prisão opositores políticos identificados com o comunismo.

Confira a postagem do grupo Judeus pela Democracia sobre o assunto. 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247