Juiz da Lava Jato atende decisão de Gilmar e solta cunhado de Marcelo Odebrecht

Após o ministro do STF Gilmar Mendes retirar da 13ª Vara Federal de Curitiba a competência para atuar em atos envolvendo a 63ª fase da operação, o juiz Luiz Antonio Bonat determinou nesta quinta-feira (5) a soltura do ex-diretor jurídico da Braskem Mauricio Ferro

(Foto: REUTERS/Guadalupe Pardo)

247 - O juiz da Lava Jato Luiz Antonio Bonat determinou nesta quinta-feira (5) a soltura do ex-diretor jurídico da Braskem Mauricio Ferro, cunhado de Marcelo Odebrecht.

Ele atendeu a uma decisão do ministro do STF Gilmar Mendes, que mandou retirar da 13ª Vara Federal de Curitiba a competência para atuar em atos envolvendo a 63ª fase da operação.

Ferro havia pedido liberdade diretamente a Gilmar Mendes no Supremo, argumentando ser legítima a extensão da decisão da semana passada que suspendeu o uso de tornozeleira eletrônica por Guido Mantega.

Ferro foi preso por suspeita de participar das conversas para edição de duas medidas provisórias com benefícios fiscais a exportadores, durante o governo Lula.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247