Juiz que negou pedido para impedir indicação de Eduardo Bolsonaro, assinou manifesto em defesa de Moro

Juiz federal Diego Câmara Alves, que negou o pedido de uma ação popular que visava impedir a nomeação de Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, para assumir a embaixada do Brasil em Washington, assinou um manifesto em defesa do ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sérgio Moro, há três semanas

O deputado federal Eduardo Bolsonaro
O deputado federal Eduardo Bolsonaro (Foto: Paola De Orte/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O juiz federal Diego Câmara Alves, que negou o pedido de uma ação popular que visava impedir a nomeação do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSOL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro, para assumir a embaixada do Brasil em Washington, assinou um manifesto em defesa do ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sérgio Moro, há três semanas. 

Segundo o blog do jornalista Guilherme Amado, o magistrado assinou, juntamente com outros 270 colegas, a moção de apoio a Moro após a divulgação das mensagens trocadas pelos integrantes da força tarefa da Lava Jato que apontam o direcionamento e a manipulação dos processos da Lava Jato. 

"Não admitimos que a excelência desse hercúleo trabalho, verdadeiro ponto de inflexão no combate à corrupção e crimes cometidos por poderosos, seja aviltada por mensagens inócuas e criminosamente obtidas", diz trecho do texto da moção assinada por Diego em defesa da atuação de Moro. 

Nesta terça-feira (16), o magistrado negou o pedido feito pelos advogados, Bertoldo Klinger Barros Rego Neto e Aidil Lucena Carvalho, que tentava impedir a nomeação de Eduardo Bolsonaro para comandar a embaixada do Brasil nos Estados Unidos. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247