Juízes para a Democracia: Bolsonaro revela incapacidade para gerir o país

A AJD (Associação de Juízes para a Democracia) soltou uma nota repudiando as manifestações em favor do AI-5, cuja personagem maior foi o próprio presidente da República. O texto afirma que Bolsonaro acaba “revelando uma vez mais sua incapacidade para gerir o país em um período de pandemia”

O presidente Jair Bolsonaro acompanhou, da área externa do Palácio do Planalto, em Brasília, a manifestação de apoiadores de seu governo, que está sendo realizada neste domingo (15) na capital federal e em outras cidades do país.
O presidente Jair Bolsonaro acompanhou, da área externa do Palácio do Planalto, em Brasília, a manifestação de apoiadores de seu governo, que está sendo realizada neste domingo (15) na capital federal e em outras cidades do país. (Foto: José Cruz/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A AJD (Associação de Juízes para a Democracia) publicou uma nota em que repudia os protestos contra o STF e demais instituições democráticas, reafirmando a necessidade de o Brasil buscar uma saída para a crise política antes que seja tarde. 

Leia a nota na integra: 

NOTA PÚBLICA

É hora de reconduzir o Brasil à normalidade democrática! Antes que seja tarde

A AJD repudia as manifestações de hoje em favor do AI-5 e contra as instituições democráticas, das quais o presidente da república participou, revelando uma vez mais sua incapacidade para gerir o país em um período de pandemia. 

É inaceitável que o chefe de estado estimule aglomerações quando isso representa evidente potencialização do risco de vida para todas as pessoas. 

Nossa população precisa de proteção social, de isolamento físico e de um dirigente que reconheça e enfrente a gravidade da COVID-19. 

A AJD exorta uma vez mais as instituições republicanas a assumirem a responsabilidade histórica de reconduzir o Brasil à normalidade democrática,  antes que seja tarde demais.

AJD - ASSOCIAÇÃO JUÍZES PARA A DEMOCRACIA

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247