Juliano Medeiros: posição de Moro sobre fuzilamento não é de um ministro sério

O presidente nacional do PSOL, Juliano Medeiros, criticou a posição do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, que considerou um 'incidente' o fuzilamento com 80 tiros de um inocente no Rio; "Um Ministro da Justiça sério diria que fuzilar um carro cheio de inocentes é inadmissível, um absurdo, um escárnio. Moro diz que é um "incidente" que pode acontecer. Incidente? Pode acontecer?", questionou 

Juliano Medeiros: posição de Moro sobre fuzilamento não é de um ministro sério
Juliano Medeiros: posição de Moro sobre fuzilamento não é de um ministro sério (Foto: Dir.: Marcelo Camargo - ABR)

247 - O presidente nacional do PSOL, Juliano Medeiros, criticou a posição do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, que considerou um 'incidente' o fuzilamento com 80 tiros de um inocente no Rio de Janeiro.

"Um Ministro da Justiça sério diria que fuzilar um carro cheio de inocentes é inadmissível, um absurdo, um escárnio. Moro diz que é um "incidente" que pode acontecer. Incidente? Pode acontecer?", questionou o pessolista no Twitter.

As Forças Armadas estão responsáveis sobre as investigações.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247