Jurista citado no TRF-4 diz que texto foi “totalmente descontextualizado”

A condenação do ex-presidente Lula no TRF-4 causou perplexidade até no jurista que escreveu o texto que desembargador João Pedro Gebran Neto citou no voto em que o magistrado condenou o petista; "O pior de tudo é ser citado no voto por meio de um texto meu totalmente descontextualizado", reagiu o advogado e professor de Direito da USP Alamiro Velludo Netto

Jurista citado no TRF-4 diz que texto foi “totalmente descontextualizado”
Jurista citado no TRF-4 diz que texto foi “totalmente descontextualizado”
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O professor de Direito da USP Alamiro Velludo Netto foi citado pelo desembargador João Pedro Gebran Neto no voto em que o magistrado condenou Lula. "O pior de tudo é ser citado no voto por meio de um texto meu totalmente descontextualizado", reagiu ele numa rede social.

No texto, o professor discorre sobre o julgamento do mensalão, em que não foi apontado ato de ofício preciso dos condenados. Ele, no entanto, é um crítico e acredita que a lei não permite que não seja identificado ato que vincule o acusado à benesse recebida.

As informações são da coluna de Mônica Bergamo na Folha de S.Paulo.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247