Juristas fazem evento para denunciar conduta de Moro na Lava Jato

A Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD) realiza na próxima segunda-feira (19) um ato público para denunciar a conduta do ministro Sérgio Moro (Justiça), que, segundo nota da entidade, "segue extrapolando limites éticos e do cargo que ocupa, sem sofrer uma investigação séria e rigorosa". O evento será na Faculdade de Direito da USP

(Foto: Marcelo Camargo - ABR)

247 - A Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD) realiza na próxima segunda-feira (19) um ato público para denunciar a conduta do atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, que, segundo nota da entidade, "segue extrapolando limites éticos e do cargo que ocupa, sem sofrer uma investigação séria e rigorosa". O evento será às 18h30, no Salão Nobre da Faculdade de Direito da USP.

O evento reunirá juristas como a desembargadora aposentada Kenarik Boujikian, a professora de Direito Internacional da UFRJ, Carol Proner, e o defensor público Renato De Vitto.

Desde junho, o site Intercept Brasil vem divulgando trocas de diálogos entre membros da Lava Jato. O vazamento demonstrou que Moro, na condição de juiz da operação, interferiu no trabalho de procuradores. O então magistrado negociou acordos de delação premiada, recomendou acréscimo de informação na denúncia contra um investigado, questionou a capacidade de uma procuradora de interrogar o ex-presidente Lula e sugeriu inversão da ordem das fases da operação, além de outras irreguladades.

Estão confirmados, ainda, os ex-presidenciáveis Fernando Haddad e Guilherme Boulos, juntamente com os deputados federais Sâmia Bomfim, Paulo Teixeira, Ivan Valente e Alexandre Padilha; estaduais Isa Penna e Carlos Giannazi; e vereadores Celso Giannazi e Toninho Vespoli.

Entidades como a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Frente Brasil Popular, Frente Povo Sem Medo, Centro Acadêmico XI de Agosto e Coletivo Transforma MP estarão representadas.

O evento é aberto e tem a expectativa de receber mil pessoas entre professores, alunos e sociedade civil em geral.

#MoroMente

A Associação de Juristas lançou a campanha #MoroMente no último dia 01/8 para mostrar à população quais foram as violações de direitos cometidas pelo ex-juiz e apontar as mentiras que ele conta para justificar sua atuação criminosa durante a Lava Jato.

A ABJD tem divulgado vídeos de juristas que explicam como Moro e os procuradores da Operação atropelaram leis e corromperam a Constituição em nome do combate à corrupção.

Até o momento, fazem parte da ação: Luíz Carlos Valois, Gláucia Foley, Simone Nacif, Marcelo Uchôa, Afrânio Silva Jardim, Pedro Serrano, Kenarik Boujikian, Leonardo Yarochewsky, Elmir Duclerc, Martonio Mont’Alverne, Magda Biavaschi, Antônio Carlos de Almeida Castro (Kakay), Beatriz Vargas, Gustavo Costa, Raquel Braga, Liana Cirne, Gisele Cittadino, Edevaldo Medeiros, Ana Cristina Borba, Maurício Brasil, entre outros.

Serviço

Ato público Moro Mente

19 de agosto de 2019

Das 18h30 às 20h30

Salão Nobre - Faculdade de Direito da USP

Largo São Francisco - São Paulo

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247