Justiça derruba 2ª liminar que suspendia acordo Embraer-Boeing

Os episódios judiciais com relação ao acordo Boeing-Embraer continuam a se enfileirar; depois de idas e vindas, a Justiça Federal derrubou na madrugada deste sábado (22) a liminar que suspendia a negociação entre a brasileira Embraer e a americana Boeing; as tratativas estavam paralisadas desde o último dia 19 por ação movida por um sindicato de trabalhadores da Embraer; o embate judicial promete não ceder mesmo apos a transição de governo

Justiça derruba 2ª liminar que suspendia acordo Embraer-Boeing
Justiça derruba 2ª liminar que suspendia acordo Embraer-Boeing
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Os episódios judiciais com relação ao acordo Boeing-Embraer continuam a se enfileirar. Depois de idas e vindas, a Justiça Federal derrubou na madrugada deste sábado (22) a liminar que suspendia a negociação entre a brasileira Embraer e a americana Boeing. As tratativas estavam paralisadas desde o último dia 19 por ação movida por um sindicato de trabalhadores da Embraer. O embate judicial promete não ceder mesmo apos a transição de governo. 

A reportagem do portal G1 destaca que "os sindicalistas alegam que o negócio fere regras de mercado. Eles consideram que haveria uma incorporação da Embraer pela Boeing, e não apenas uma associação entre as empresas para um projeto específico. Já a AGU defende que a suspensão fere a livre iniciativa e configura intervenção estatal em acordos privados."

E acrescenta: "esta é a segunda vez que as negociações voltam a ser autorizadas após serem interrompidas. No último dia 10, o TRF3 suspendeu outra liminar que impedia o andamento das transações. Ela havia sido concedida pela 24ª Vara Cível Federal de São Paulo, em ação movida por dois deputados federais."

 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247