Justiça mantém prisão dos hackers de Araraquara

O juiz Ricardo Leite, da 10ª Vara Federal de Brasília, decidiu converter as prisões dos chamados 'hackers de Araraquara' de temporárias para preventivas; os quatro suspeitos estão presos desde a semana passada, quando a Polícia Federal deflagrou a Operação Spoofing

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O juiz Ricardo Leite, da 10ª Vara Federal de Brasília, decidiu converter as prisões dos chamados 'hackers de Araraquara' de temporárias para preventivas. Os quatro suspeitos estão presos desde a semana passada, quando a Polícia Federal deflagrou a Operação Spoofing.

A reportagem do portal G1 destaca que "como as prisões temporárias têm duração máxima de dez dias, e o prazo acabou nesta quinta-feira, as prisões foram convertidas em preventivas, sem prazo de término. Pela determinação de Ricardo Leite, permanecerão presos: Walter Delgatti Neto; Gustavo Souza; Danilo Marques e Suelen Priscilla de Oliveira."

O advogado de Gustavo Souza e de Suelen Priscilla, Ariovaldo Moreira, afirmou que só vai se manifestar sobre a decisão nesta sexta-feira (2). A assessoria da defesa de Walter Delgatti Neto informou que não vai comentar o assunto. O G1 não localizou a defesa de Danilo Marques.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247