Kennedy: Lula tem desempenho mais positivo que negativo diante de Moro

Jornalista destaca que "cabia à acusação deixar Lula sem respostas ou acuado. Havia toda uma expectativa de que o Ministério Público e Moro emparedariam Lula. Mas não foi isso o que aconteceu ao se analisar a íntegra do depoimento, dividido em dez vídeos, com quase cinco horas de duração"

Jornalista Kennedy Alencar e ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva
Jornalista Kennedy Alencar e ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Para o jornalista Kennedy Alencar, o depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao juiz federal Sérgio Moro foi "um acontecimento histórico", no qual os dois travaram um "embate direto" e "o Ministério Público e os advogados de defesa ficaram em segundo plano".

"Do ponto de vista da estratégia que se propôs a executar, o ex-presidente Lula teve um desempenho mais positivo do que negativo na comparação com Moro", avalia Kennedy. O jornalista destaca que "cabia à acusação deixar Lula sem respostas ou acuado. Havia toda uma expectativa de que o Ministério Público e Moro emparedariam Lula. Mas não foi isso o que aconteceu ao se analisar a íntegra do depoimento, dividido em dez vídeos, com quase cinco horas de duração".

O colunista diz ainda que "o resumo do depoimento é mais positivo do que negativo para Lula porque não houve a apresentação de uma prova cabal em relação à propriedade do apartamento no Guarujá, ponto central do processo da audiência de ontem. A defesa de Lula alegou que Moro não se ateve aos temas do processo e tratou até do mensalão, caso já transitado em julgado no Supremo Tribunal Federal e no qual o petista não foi acusado".

Veja a íntegra do artigo.

 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247