Laurentino se diz contra derrubada de estátuas: são parte do patrimônio e devem servir para reflexão

Autor de livros sobre a escravidão, o historiador Laurentino Gomes comentou os atos antirracistas que derrubaram estátuas na Europa e defendeu a manutenção da estátua do bandeirante Borba Gato em São Paulo

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O historiador e escritor Laurentino Gomes comentou os protestos antirracistas deste fim de semana na Europa, que derrubaram ou trouxeram novos significados a estátuas de pessoas qaue apoiaram a ecravidão ou apoiaram o genocídio de pessoas negras. 

Em relação ao Brasil, Laurentino Gomes disse ser contrário a este tipo de manifestação no rasil e defndeu a estátuda do bandeirante paulista Borba Gato. "Vejo nas redes sociais um movimento pela derrubada da estátua do bandeirante Borba Gato situada no bairro de Santo Amaro, em SP. Sou contra. Estátuas, prédios, palácios e outros monumentos são parte do patrimônio histórico. Devem ser preservados como objetos de estudo e reflexão", disse ele pelo Twitter. 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247