Lava Jato: Caixa diz que vai abrir apuração interna

Em nota, banco diz que abrirá investigação interna para apurar os fatos revelados hoje pela 11ª fase da Operação Lava Jato e reitera que colaborará integralmente com as investigações; procuradores apontam indícios de irregularidades em contratos publicitários da Caixa e do Ministério da Saúde

Em nota, banco diz que abrirá investigação interna para apurar os fatos revelados hoje pela 11ª fase da Operação Lava Jato e reitera que colaborará integralmente com as investigações; procuradores apontam indícios de irregularidades em contratos publicitários da Caixa e do Ministério da Saúde
Em nota, banco diz que abrirá investigação interna para apurar os fatos revelados hoje pela 11ª fase da Operação Lava Jato e reitera que colaborará integralmente com as investigações; procuradores apontam indícios de irregularidades em contratos publicitários da Caixa e do Ministério da Saúde (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A Caixa Econômica Federal informa que irá iniciar uma "apuração interna" para apurar os fatos revelados nesta sexta-feira 10 durante a 11ª fase da Operação Lava Jato.

Procuradores apontam indícios de irregularidades em contratos publicitários da Caixa e do Ministério da Saúde e disseram, em coletiva de imprensa, que funcionários do banco e da pasta envolvidos no caso podem ser ouvidos no futuro.

O banco informou ainda que "colaborará integralmente com as investigações" e que "encaminhará imediatamente todos os contratos relacionados às empresas citadas à Controladoria Geral da União, Polícia Federal e Ministério Público".

Leia a íntegra:

"A Caixa Econômica Federal informa que abrirá apuração interna para averiguar os fatos revelados hoje pela Polícia Federal no âmbito da investigação da Operação Lava Jato. A CAIXA reitera que colaborará integralmente com as investigações e informa que encaminhará imediatamente todos os contratos relacionados às empresas citadas à Controladoria Geral da União, Polícia Federal e Ministério Público."

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247