Lewandowski intima Pazuello a informar sobre insumos disponíveis para vacinação

O ministro também determinou que, caso não haja estoques suficientes dos insumos, Pazuello deve apresentar em 48 horas o planejamento de novas aquisições de seringas e agulhas

(Foto: ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), deu o prazdo de cinco dias para o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, informar ao STF o que o governo já tem disponíveis de seringas e agulhas, da União e dos estados, para a vacinação contra a Covid-19.

O ministro também determinou que, caso não haja estoques suficientes dos insumos, Pazuello deve apresentar em 48 horas o planejamento de novas aquisições de seringas e agulhas para o cumprimento das primeiras fases (grupos prioritários) do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19.

O ministro Lewandowski acolheu um pedido da Rede, que apresentou ação na Corte para obrigar o governo a implementar um plano nacional de imunização.

Leia o despacho na íntegra:

Em entrevista coletiva, o ministro Eduardo Pazuello anunciou nesta quinta-feira (7) a assinatura de um contrato com o Instituto Butantan para a compra de 100 milhões de doses da vacinas CoronaVac. De acordo com o ministro, o contrato prevê 46 milhões de doses até abril e outros 54 milhões até o fim do ano.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email