Lewandowski manda para plenário pedido de liberdade de Rocha Loures

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, mandou para o plenário da Corte um pedido de liberdade feito pela defesa do ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), que está preso desde 3 de junho; ainda não há data definida para o julgamento do novo pedido, mas o tribunal entra em recesso no final da semana que vem. Os trabalhos voltam somente em agosto

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, mandou para o plenário da Corte um pedido de liberdade feito pela defesa do ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), que está preso desde 3 de junho; ainda não há data definida para o julgamento do novo pedido, mas o tribunal entra em recesso no final da semana que vem. Os trabalhos voltam somente em agosto
O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, mandou para o plenário da Corte um pedido de liberdade feito pela defesa do ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), que está preso desde 3 de junho; ainda não há data definida para o julgamento do novo pedido, mas o tribunal entra em recesso no final da semana que vem. Os trabalhos voltam somente em agosto (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, mandou para o plenário da Corte um pedido de liberdade feito pela defesa do ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), que está preso desde 3 de junho.

O ex-assessor especial de Michel Temer foi preso por determinação do ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF. O pedido de liberdade foi para o gabinete de Lewandowski. Em junho, o magistrado já havia rejeitado um habeas corpus sob o argumento de que não se podia admitir o recurso contra a decisão de um ministro da corte.

Ainda não há data definida para o julgamento do novo pedido, mas o tribunal entra em recesso no final da semana que vem. Os trabalhos voltam somente em agosto.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email