Liminar de Kassio Nunes beneficia diretamente um dos maiores aliados de Bolsonaro

Uma liminar concedida pelo ministro autorizando a volta da pesca de arrasto beneficia os interesses de Jorge Seif Jr., titular da Secretaria de Aquicultura e Pesca, vinculada ao Ministério da Agricultura. O secretário foi o personagem que mais apareceu nas lives do presidente em 2019 e 2020

Nunes Marques e Jorge Seif Jr. com Bolsonaro
Nunes Marques e Jorge Seif Jr. com Bolsonaro (Foto: Fellipe Sampaio/SCO/STF | Reprodução/Twitter)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Uma liminar concedida por Nunes Marques, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), liberando a pesca de arrasto beneficia diretamente os interesses de Jorge Seif Jr., um dos maiores aliados do presidente Jair Bolsonaro. 

O ministro evocou os interesses dos pequenos pescadores na decisão: "Com a proibição da pesca nas 12 milhas marítimas, [tais profissionais] tiveram suas vidas afetadas e provavelmente perderão sua principal fonte de renda", argumentou.

Conforme reportado na Piauí, a liminar, concedida em dezembro passado, beneficia os interesses da família Seif, dona de grandes embarcações de pesca industrial que atua em Itajaí, no litoral catarinense. 

Seif Jr. foi quem mais apareceu em lives do presidente em 2019 e 2020. Ele é titular da Secretaria de Aquicultura e Pesca, vinculada ao Ministério da Agricultura, e é conhecido como o filho 'Zero Seis' do presidente.

A pesca de arrasto, que consiste em lançar uma rede extensa ao mar, é altamente prejudicial ao meio ambiente, já que, ao priorizar quantidades de pescado, acaba comprometendo seus níveis naturais.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email