Luís Costa Pinto: instituições precisam conter o escroque Bolsonaro

Para o jornalista Luís Costa Pinto, tratar Bolsonaro como fanfarrão seria compactuar com 'o doente que tenta construir uma autocracia a partir de seu método estudado'; "Ele não é louco, porque tem método e sabe onde quer chegar"

Costa Pinto: Bolsonaro está construindo sua renúncia
Costa Pinto: Bolsonaro está construindo sua renúncia

247 - O jornalista Luis Costa Pinto, membro do Jornalistas Pela Democracia, disse nesta segunda-feira (29) que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) "nao é louco", e que sabe o que quer e tem método para tal.

"Dizer que Bolsonaro é um fanfarrão seria reduzir a gravidade de mais uma fala atroz desse sociopata que ocupa a cadeira de presidente do Brasil. Relevar a fala criminosa desse escroque verborrágico que enverga a faixa presidencial eleito por 39% dos votos dos brasileiros aptos a votar em 2018 e que se tornaram cúmplices desse facínora que precisa ser detido também não é o caso: os crimes que ele comete e a diuturna divisão da sociedade que pratica como diversão sádica não podem receber o silêncio como resposta", escreveu o jornalista em sua conta no Twitter.

Para Costa Pinto, isto seria compactuar com "o doente que tenta construir uma autocracia a partir de seu método estudado".

"Ele não é louco, porque tem método e sabe onde quer chegar. Ele é um canalha, e precisa ser contido. As instituições precisam reagir a essa escalada, porque ela adoeceu a Nação e pode matar a democracia.  Bolsonaro é um proto-fascista em ação, livre no país. Ele precisa receber o repúdio e a reação de todos, a todo momento", finalizou.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247