Luis Felipe Miguel: não basta derrotar Bolsonaro. É preciso derrotar o golpe

O cientista político Luis Felipe Miguel avalia, que no segundo turno da eleição presidencial deste ano "é barbárie contra civilização"; "Mas Samuel Pessôa ou Marcos Lisboa no Ministério da Fazenda também é uma forma de barbárie. Bozo não pode ser o bode na sala. É preciso derrotá-lo, mas não basta. É preciso derrotar o golpe", disse o analista

Luis Felipe Miguel: não basta derrotar Bolsonaro. É preciso derrotar o golpe
Luis Felipe Miguel: não basta derrotar Bolsonaro. É preciso derrotar o golpe

247 - O cientista político Luis Felipe Miguel avalia, que no segundo turno da eleição presidencial deste ano "é barbárie contra civilização".

"Mas Samuel Pessôa ou Marcos Lisboa no Ministério da Fazenda também é uma forma de barbárie. Bozo não pode ser o bode na sala. É preciso derrotá-lo, mas não basta. É preciso derrotar o golpe", escreveu o analista no Facebook.

Pessôa e Lisboa são economistas com pensamento mais a favor do mercado.

Com o golpe, o País viu os direitos dos trabalhadores sendo massacrados pela Reforma Trabalhista, profundos cortes de direitos sociais e falta de otimização dos investimentos. Inclusive, a PEC do Teto dos Gastos congela os gastos públicos por 20 anos. De acordo com o SPC, mais de 60 milhões estão com o nome sujo e, segundo o IBGE, cerca de 13 milhões de pessoas estão desempregadas.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247