Luis Felipe Miguel: para o mundo está claro que Moro é um bandido

“O herói da Lava Jato continuará sendo herói para os lavajateiros. Para o resto do mundo, já está claro: é um bandido”, afirmou o cientista político Luis Felipe Miguel, após as novas revelações do Intercept Brasil, desta vez em parceria com a Veja

(Foto: Reprodução (Youtube))

247 – O cientista político Luis Felipe Miguel bateu pesado no ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, após das revelações do Intercept Brasil em parceria com a Veja.

“O material do Intercept Brasil divulgado pela Veja é ainda mais danoso a Sérgio Moro. São vários diálogos em que Moro se comporta abertamente como chefe da acusação. Literalmente dá ordens a Dallagnol. O herói da Lava Jato continuará sendo herói para os lavajateiros. Para o resto do mundo, já está claro: é um bandido”, escreveu o analista no Facebook.

De acordo com a reportagem, um dos diálogos aponta que Moro orientou, por exemplo, o acréscimo de novas informações na denúncia contra Zwi Skornicki, réu da operação e representante da Keppel Fels, estaleiro com contratos suspeitos com a Petrobras.

“Laura no caso do Zwi, Moro disse que tem um depósito em favor do [Eduardo] Musa [da Petrobras] e se for por lapso que não foi incluído ele disse que vai receber amanhã e da tempo. Só é bom avisar ele”, diz. “Ih, vou ver”, respondeu ela.

Após o diálogo, a Procuradoria em Curitiba incluiu comprovante de depósito de US$ 80 mil feito por Skornicki a Musa. Moro aceitou a denúncia e, na decisão, mencionou o documento que havia pedido. 

Outra conversa aponta que Moro teria mentido ao então ministro do Supremo Tribunal Federal Teori Zavascki, negando a existência de parlamentares num dos processos que ele julgava. O então juiz sabia da presença de congressista, o que implicava envio do caso a Brasília, o que ele não fez.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247