Lula agradece apoio e diz que Fernández pode contar com ele para ajudar o povo pobre da Argentina

"Quero que saiba que pode contar comigo no que for preciso para conduzir a Argentina em direção a resolver os problemas do povo pobre", escreveu o ex-presidente Lula ao agradecer ao presidente eleito da Argentina, que foi visitá-lo em sua prisão política em Curitiba

(Foto: Ricardo Stuckert)

247 - O ex-presidente Luiiz Inácio Lula da Silva, que voltou à liberdade nesta sexta-feira, 8, depois de 580 dias mantido como preso político em Curitiba, agradeceu o apoio à sua liberdade do presidente eleito da Argentina, Alberto Fernández. 

"Muito grato às palavras do companheiro. Quero que saiba que pode contar comigo no que for preciso para conduzir a Argentina em direção a resolver os problemas do povo pobre. Agradeço de coração a solidariedade que demonstrou me visitando na prisão. Deus abençoe o povo argentino!", escreveu Lula pelo Twitter, ao compartilhar mensagem de Alberto Fernández. 

Lula deixou a Superintendência da Policia Federal (PF) em Curitiba, onde estava preso desde 7 de abril de 2018, no final da tarde desta sexta-feira (8). A defesa pediu sua libertação após o Supremo Tribunal Federal (STF) decidir barrar a prisão após condenação em 2ª instância. O entendimento da corte é que, salvo em casos de prisão provisória e preventiva, o réu só pode ser detido quando esgotados todos os recursos. 

O julgamento levou um grupo de senadores e deputados a iniciarem uma campanha para que seja votada uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição) permitindo a prisão logo após condenação em 2ª instância. 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247