Lula: as elites perseguem as conquistas do PT

Em sua caravana pelo Nordeste para ouvir o povo brasileiro, o ex-presidente  Luiz Inácio Lula da Silva destacou a perseguição que vem sofrendo e disse que ela é também provocada pela insatisfação das elites em relação às conquistas sociais e econômicas proporcionadas pelo PT; "A perseguição que eles estão fazendo não é contra o Lula, porque o Lula tem idade o suficiente e já apanhou demais. O que eles estão tentando é tirar do povo brasileiro as conquistas que nós tivemos", disse Lula durante ato em Currais Novos (RN) na noite de domingo (27); o ex-presidente, que é líder absoluto todos os cenários de intenção de voto para 2018, destacou conquistas como o Bolsa Família, Luz Para Todos e a criação de universidades federais como conquistas dos governos do PT

lula
lula (Foto: Giuliana Miranda)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em mais uma parada de sua caravana pelo Nordeste, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a atacar as "elites do país" em Currais Novos (RN) na noite de domingo (27).

"A perseguição que eles estão fazendo não é contra o Lula, porque o Lula tem idade o suficiente e já apanhou demais. O que eles estão tentando é tirar do povo brasileiro as conquistas que nós tivemos", disse.

Acompanhando do prefeito petista da cidade, Odon Júnior, Lula também destacou o projeto de transposição do Rio São Francisco como conquista de seu governo para o Nordeste.

No evento, repetiu duas vezes que havia tomado mais cedo um "copo de água" em Campina Grande, na Paraíba, como resultado do projeto de transposição.

O périplo pelo Nordeste vai até terça da próxima semana (5), quando Lula deve estar em São Luís, no Maranhão, onde pode se encontrar com o ex-presidente do Senado e ex-governador do Estado, José Sarney (PMDB).

As informações são de reportagem de Fernando Canzian da Folha de S.Paulo.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247