Lula diz no Twitter que delação de Palocci foi feita para condená-lo sem provas

Ex-presidente Lula repercutiu a revelação de que os procuradores da Lava Jato consideravam que a delação do ex-ministro Antonio Palocci não possuía provas contra ele; “Mais um caso onde em conversas privadas procuradores concordavam com a defesa de Lula: delação de Palocci não tem provas, a de Léo Pinheiro foi extraída na pressão para condenar Lula e caso contra o ex-presidente sempre foi sem provas”

(Foto: Reuters)

247 - O Twitter oficial do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mantido como preso político em Curitiba, repercutiu a revelação de que os procuradores da Lava Jato consideravam que a delação do ex-ministro Antonio Palocci não possuía provas e foi “extraída na pressão” para condenar sem provas o ex-presidente. 

“Mais um caso onde em conversas privadas procuradores concordavam com a defesa de Lula: delação de Palocci não tem provas, a de Léo Pinheiro foi extraída na pressão para condenar Lula e caso contra o ex-presidente sempre foi sem provas”, destaca a postagem. 

Reação vem na esteira da reportagem do jornal Folha de S. Paulo, feita em parceria com o site The Intercept, que aponta que o ministro da Justiça, Sérgio Moro, quando era juiz da Lava jato em Curitiba, decidiu divulgar o conteúdo da delação premiada de Palocci para influenciar as eleições faltando apenas seis dias para o primeiro turno do pleito presidencial. No mesmo período, Moro já negociava sua ida para o ministério. 

Confira a postagem do ex-presidente Lula sobre o assunto. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247