Lula lamenta morte de cacique Aritana: 'exerceu sua liderança sempre representando os interesses do seu povo'

Lula ressaltou sua solidariedade ao povo Yawalapiti e demais povos do Alto Xingu. O cacique Aritana morreu em decorrência do coronavírus em Goiânia

Lula e Cacique Aritana
Lula e Cacique Aritana (Foto: Felipe L. Gonçalves/Brasil247 | Mídia Ninja)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-presidente Lula lamentou a morte do cacique Aritana Yawalapiti, um dos grandes líderes indígenas do Alto Xingu, que faleceu em Goiânia (GO) em decorrência do coronavírus, na quarta-feira, 5.

O indígena vinha sofrendo de graves problemas respiratórios e saiu de Yawalapiti, uma aldeia no coração da reserva do Parque Indígena Xingu, no Mato Grosso, para ser atendido em um hospital do município de Canarana, no mesmo estado. Depois foi transferido a Goiânia, capital de Goiás.

Lula ressaltou sua solidariedade ao povo Yawalapiti e lembrou que “Aritana exerceu sua liderança sem medo e sempre representando os interesses do seu povo”. “A sua morte ainda é mais triste porque poderia ter sido evitada, se não fosse o descaso do atual governo com a pandemia em geral, e particularmente com a assistência a saúde e proteção dos povos indígenas”, destacou o ex-presidente. Confira:

Minha solidariedade ao povo Yawalapiti e demais povos do Alto Xingu pela morte do cacique Aritana Yawalapiti, vítima da Covid-19. Aritana exerceu sua liderança sem medo e sempre representando os interesses do seu povo. A sua morte ainda é mais triste porque poderia ter sido evitada, se não fosse o descaso do atual governo com a pandemia em geral, e particularmente com a assistência a saúde e proteção dos povos indígenas.

Luiz Inácio Lula da Silva

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247