Lula rechaça prisão domiciliar e volta a exigir reconhecimento da sua inocência

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a proclamar sua inocência, defender sua liberdade e recusar cumprir pena em prisão domiciliar; como já reiterou diversas vezes, Lula quer que a Justiça reconheça a sua inocência; por isso, desautorizou o pedido de habeas corpus protocolado pelo ex-secretário de Justiça do Piauí, Daniel Oliveira, e autorizou que seus próprios advogados assinassem petição contrária

Lula rechaça prisão domiciliar e volta a exigir reconhecimento da sua inocência
Lula rechaça prisão domiciliar e volta a exigir reconhecimento da sua inocência (Foto: Ricardo Stuckert)

247 - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a proclamar sua inocência, defender sua liberdade e recusar cumprir pena em prisão domiciliar.

Os advogados do ex-presidente assinaram petição contra pedido de habeas corpus ao ex-presidente, apresentado por Daniel Oliveira, ex-secretário de Justiça do Piauí no Supremo Tribunal Federal.

Lula quer que seja reconhecida a sua inocência.

A informação é da jornalista Mônica Bergamo, em sua coluna na Folha de S.Paulo, que destaca também a declaração do ex-secretário de Justiça do Piauí: "é meu direito enquanto cidadão brasileiro" protocolar o pedido de habeas corpus.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247