Lula usará convite de Bolsonaro a Moro para apontar justiça parcial

O convite público de Jair Bolsonaro a Sergio Moro para ser ministro da Justiça ou ministro do Supremo Tribunal Federal e a sinalização de Moro de que pode aceitá-lo são mais uma evidência de que a Lava Jato foi instrumento da perseguição política a Lula; a defesa do ex-presidente pedirá novamente a suspeição do juiz apontando interesses pessoais na perseguição judicial de que foi vítima; mesmo analistas conservadores reconhecem a trama; segundo todas as pesquisas, mesmo preso, Lula venceria em primeiro turno

www.brasil247.com - Lula usará convite de Bolsonaro a Moro para apontar justiça parcial
Lula usará convite de Bolsonaro a Moro para apontar justiça parcial


247 - O convite público de Jair Bolsonaro a Sergio Moro para ser ministro da Justiça ou ministro do Supremo Tribunal Federal e a sinalização de Moro de que pode aceitá-lo são mais uma evidência de que a Lava Jato foi instrumento da perseguição política a Lula. A defesa do ex-presidente pedirá novamente a suspeição do juiz apontando interesses pessoais na perseguição judicial de que foi vítima, informa a colunista Mônica Bergamo. O pedido será feito nos processos em curso no país e denunciada internacionalmente. Mesmo analistas conservadores e antipetistas como Josias de Souza reconhecem a trama.

Em sua coluna no UOL, Souza foi taxativo: "Concluído o segundo turno, se virar ministro de Bolsonaro, o juiz passará o resto da vida explicando por que ladrilhou com pedrinhas de brilhante a avenida que levou Bolsonaro ao Planalto. A Lava Jato jamais será a mesma" (leia a íntegra aqui).

A pergunta que imediatamente se faz é: prendeu o concorrente e agora vira ministro? Essa injunção política pode ter dado início ao fim do que restou de reputação ao juiz de Curitiba, uma vez que resta evidente a politização de suas decisões com relação a Lula, que venceria com facilidade Jair Bolsonaro nas eleições. 

São movimentos irrefletidos de um futuro presidente que desconhece o mundo real do discuso político e que ficou mal acostumado com sua própria industria de fake news. A rigor, Bolsonaro tende a produzir, com suas precipitações e arroubos populistas, a maior oportunidade estratégica para o segmento progressista realinhar seu discurso e reafirmar seu compromisso com a civilização e o mundo do direito internacional. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo explica: "a defesa de Lula deve usar o convite feito por Bolsonaro a Sergio Moro para o governo —e a resposta do juiz de que se sentiu 'honrado'— para reforçar em órgãos internacionais a tese de parcialidade do juiz contra o petista".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email